sexta-feira, 16 de julho de 2010

Grandes malucos!


Tenho de dedicar um post às criaturas que se passeiam em cima de uma placa de madeira com rodas, tal proeza não pode passar em branco!


Lembro-me (antes não me lembrasse que era mais feliz), de passar uns dias em casa de um primo, sendo este filho único. Assim, era de esperar que não tivesse propriamente uma Barbie para eu brincar, em vez disso não faltavam bolas de futebol (devia ter ficado por aqui), basket, uma bicicleta (por aqui também podia ser) e uma dessas ditas pranchas de madeira!

Num dia de tédio, como não era NADA curiosa (vejo agora que insconsciente é a palavra mais adequada), resolvi experimentar. A que me soube? Nadica de nada, pois os escassos segundos que me aguentei em cima da dita cuja passaram tão velozmente por mim que nem lhe senti o sabor. A nódoa negra que acompanhou o meu traseiro durante dias, era a única prova que tinha para tal façanha e as dores que sentia de cada vez que me sentava, eram inegáveis.


Fico deliciada a ver a capacidade que têm de deslizar sobre os mais diversos pisos, com um ar tão natural de quem já nasceu em cima de uma prancha, mostram-se jeitosos nas manobras e duros na queda!
E faz milagres naquelas perninhas...

21 comentários:

lampâda mervelha disse...

Já tive um. Foi até cair de podre. O skate, claro.

Doce disse...

Eu nem nunca experimentei.

Vera, a Loira disse...

Nunca andei de skate, prefiro as bikes, que também nos deixam as pernocas bem jeitosas e ainda por cima os meus companheiros vão de calção de lycra... upa... upa...

Mas, há que dá valor aos meninos do skate.

Vera, a Loira disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Alguém... disse...

Nunca experimentei, mas também gosto ver :) *

Caia disse...

Lampâda mervelha, ainda bem que esclareces-te... andam por aí muitas mentes depravadas!

Doce, ter experimentado ou não, foi quase o mesmo!

Loira, as bikes também gosto... mas o nível de dificuldade fica um "pouco" aquém do skate.
É um bom exercício, sem dúvida. Os teus companheiros (e de vez em quando os meus) não ficam nada mal de calção.
O que importa mesmo é vê-los a trabalhar o corpinho :)

Tudo pela saúde!

who's yo' mama?! disse...

Antes ficar com uma nódoa negra no traseiro por ter experimentado andar de skate do que por contar uns quantos degraus com ele. Na escala da vergonha, sempre está mais abaixo...

E sim, uma dedicatória é-lhes bem merecida!

Marta disse...

Foi coisa que nunca andei, mas se o tivesse feito teria certamente ido com a tromba ao alcatrão :P

Ana Cavalcantti disse...

Obrigada pela visitinha !!!
E quanto ao skate afff, só gosto de ver, porque nem me atrevo ! Seria muita desevoltura pra minha pessoa hahaha...

Donna disse...

Sem duvida! Os parabens merecidos a eles:) Que eu tambem nao conseguiria.

Eli disse...

Eu nunca andei numa coisas dessas, mas também não sou dada a desporto. Demasiado medricas para imaginar que posso cair e me aleijar, ou que vai doer muito...
Sempre fui assim, desde pequena. Deve ser por isso que em mais de 2 anos ainda não aprendia a Nadar.

Pipoca disse...

"turma dos ossos partidos" lol... Foi dos desportos que menos gostei, mas não é mau de todo lol.

Fresco_e_Fofo disse...

Andei algumas vezes de patins, mas passei mais tempo no chão e a levantar-me, do que propriamente a andar.
Acho que se Deus quisesse que nós andássemos de patins ou skate, tinha-nos posto umas rodinhas no lugar dos pés eheheh.

Carla disse...

Admiro-os bastante. Eu não tenho jeito nenhum para a coisa :)

Paginas Frias disse...

Quem não tem marcas da sua inconciencia é porque não viveu a sua juventude no seu pleno!
Beijokas

Gato das Botas disse...

Aqui há uns anos, podias escrever esse mesmo post sobre o uso do multibanco, da internet ou do telemóvel... ou da varinha mágica :o) há coisas que nós nem imaginamos e que existem :o) como os gambuzinos hehehe

Izzie disse...

eu até cheguei a ter um, cor-de-rosa claro está. era giro, mas eu não era nada boa naquilo. eram mais as vezes que estava no chão, do que em cima daquilo

Mi disse...

Eles têm muito mérito. Não é nada fácil conseguir andar naquilo em pé, quanto mais fazer aquelas manobras todas. Eu já tentei aprender a andar de skate, mas na primeira tentativa de fazer uma curva, dei uma bela queda de traseiro. E pronto, decidi terminar por aí a minha experiência.
kiss

joanabranco disse...

eu às vezes pergunto-me como seria ter um irmão ou irmã mais velha.

e quanto a skates, confesso que não me dou assim tão mal com eles. consigo aguentar-me bastante bem em cima deles, ganhar alguma velocidade mas nada de mais... foi algo que experimentei com o meu namorado da altura, mas não é para mim. e então quando eles (skaters) se poem a falar uns com os outros de truques e sei lá mais o quê, parece uma lingua alienigena! ahah

мα∂αℓєηα disse...

De rodas "nos pés", só ando em patins, adoro ;)

S* disse...

Eu gostava... mas magoava-me toda.

 
temas blogspot